COMERCIAL: +55 (62) 3241-4600 | SUPORTE: 0800 603 2330
COMERCIAL: +55 (62) 3241-4600 | SUPORTE: 0800 603 2330

Injeção Eletrônica: O que é, como funciona e para que serve?

mecânico checando injeção eletrônica

Sumário

A injeção eletrônica foi uma grande invenção para os veículos. Isso porque, além de fazer a alimentação de combustível para os motores, ainda consegue controlar outras partes importantes voltadas à direção. Fora isso, tem a capacidade de emitir menos gases poluentes ao meio ambiente. 

Com tantos benefícios, é essencial entender um pouco mais desse sistema e, também, como cuidar adequadamente dele.

Vamos explicar tudo isso neste conteúdo. Continue a leitura e descubra os detalhes! 

Veja também: ShiftPower: o que é, para que serve e vale a pena comprar?

O que é injeção eletrônica? 

A injeção eletrônica é um sistema que garante o envio controlado de combustível ao motor do veículo. 

Além disso, esse sistema também consegue controlar pressão do ar, marcha lenta, válvulas e tempo de ignição. Tudo isso garante melhor rendimento e funcionalidade ao veículo. 

Outro ponto muito importante, como comentamos no início, é que a injeção eletrônica é responsável por diminuir os níveis de poluição ao meio ambiente. Mas, os detalhes sobre isso, já é assunto para um dos próximos parágrafos. 

Carburador x injeção eletrônica

A substituição do carburador pela injeção eletrônica foi um grande avanço para o setor automobilístico. 

Mas, afinal, qual a diferença entre os dois sistemas? Primeiramente, vamos ver como é a atuação do carburador…

Assim como a injeção eletrônica, o carburador também tem a função de “alimentar” o motor do veículo. Em outras palavras, ele é o responsável pela mistura de ar e combustível e proporciona a dosagem correta para os motores de combustão interna. 

Apesar de terem papéis iguais, o modo de funcionamento entre carburador e injeção eletrônica é diferente. 

O primeiro mistura ar e combustível por meio de atuadores manuais. A entrada de ar e combustível é controlada pelo cabo de aceleração. O que faz com que as dosagens não sejam tão precisas.

Já o segundo sistema foi feito para atuar de modo mais inteligente. Por meio de sensores, a injeção eletrônica consegue dosar as partes de ar e combustível de forma mais eficiente, entregando apenas o necessário para cada situação. 

Quais as principais vantagens da injeção eletrônica?

Como vimos no parágrafo anterior, o sistema de injeção eletrônica é muito mais intuitivo e tecnológico do que o carburador. 

Essa inovação, sem dúvidas, também trouxe muitas vantagens para o setor de automobilismo. 

Veja quais foram elas:

Menos poluição do meio ambiente  

Um dos grandes desafios que a sociedade enfrenta é a preservação do meio ambiente. A boa notícia é que a injeção eletrônica já é um apoio para esse esforço. Isso porque esse sistema diminui a emissão de gases nocivos ao meio ambiente. 

Facilidade para análise e conserto dos veículos 

Outro ponto positivo é que o sistema eletrônico permite que os mecânicos consigam analisar e, consequentemente, identificar problemas facilmente nos veículos por meio dos sensores, antes que esses problemas se agravem.

Controle e alto rendimento 

Também é preciso lembrar que a injeção do tipo eletrônica realiza o controle de envio de combustível, além disso, das válvulas, tempo de ignição, etc. O controle de todas as etapas do motor garantem maior rendimento do veículo.

Economia de combustível 

Nunca é demais poder economizar dinheiro com a compra de combustível, concorda?

Saiba que, com a injeção eletrônica em dia, esse benefício também é viável. A injeção faz controle de dosagem de ar e de combustível no motor, que garante a economia de combustível.

Quais são os componentes da injeção eletrônica?

Dito o que é injeção eletrônica e quais são suas vantagens, já podemos ver quais componentes fazem parte desse sistema tão eficiente. 

Confira a lista de peças:

Central de informações

O sistema eletrônico é realmente bastante inteligente. Ele possui uma central de informações, parte responsável por receber os dados dos sensores e, assim, comandar os atuadores.

Dessa forma tudo o que o motor precisa para o seu funcionamento, é entregue por meio da ação da central de informações. 

Atuadores

Em seguida, vem a função dos atuadores (formados por bobinas de faisca, injetores, motor de passo, entre outros). Todos eles conseguem, por exemplo, identificar um problema no motor e agir, no sistema de injeção eletrônica, para resolver o dilema. 

Sensores 

Os sensores ficam em partes estratégicas do motor. Com isso, conseguem medir pressão, temperatura, rotação e outros pontos. Todas as impressões são enviadas para a central de informações que, como vimos, comandam os atuadores. 

Como identificar problemas na injeção eletrônica?

Existem certos sinais que indicam problemas no sistema de injeção eletrônico. Por isso, é fundamental conhecê-los e, claro, sempre ficar muito atento. 

Dessa forma, você consegue evitar que seu veículo tenha problemas mais sérios e, consequentemente, mais difíceis e caros de resolver. 

Veja quais são os sinais: 

  • maior consumo de combustível;
  • diminuição de potência;
  • dificuldade para dar a partida;
  • luz de verificação acesa (após a partida). 

Como fazer manutenção?

A primeira dica é fazer a manutenção preventiva a cada 30 mil km rodados. Além disso, existem outros cuidados simples que também somam à manutenção, como: 

  • não deixe o nível do combustível baixar totalmente; 
  • se possível, use combustível aditivado (que ajuda a fazer a limpeza do sistema eletrônico);
  • evite pisar no acelerador para ativar o motor;
  • não lave o motor com jatos de água com pressão muito alta.

Luz da injeção eletrônica acesa: o que fazer?

Como dissemos há pouco, um dos sinais de mau funcionamento da injeção eletrônica é a luz acesa no painel do veículo. Sem dúvidas, é o sinal mais evidente, ou seja, fácil de perceber de prontidão. 

Então, fique sempre atento ao seu painel. Se a luz acender, leve o veículo a um mecânico de confiança para ele fazer a checagem da injeção. 

Dica bônus: procure sempre usar peças e acessórios de alta qualidade, pois isso também está diretamente ligado ao bom funcionamento não só da injeção eletrônica, mas do veículo como todo. 

Para conhecer outras peças e acessórios que entregam mais segurança, entretenimento e performance, conheça a linha de produtos Faaftech. Vale a pena conferir!

Conheça os melhores produtos para o seu carro!

Conclusão 

Neste conteúdo, vimos o quanto a injeção eletrônica é crucial para o bom funcionamento dos veículos. 

Afinal, ela que “fornece” o combustível ao motor, fora isso, controla a entrada de ar, a pressão, a ignição e outros fatores que garantem a alta performance do veículo. 

Lembrando que o sistema eletrônico também é responsável por reduzir as emissões de gases poluentes ao meio ambiente. 

Então, quer saber mais sobre assuntos automobilísticos? Continue aqui no blog da Faaftech e tenha todas as dicas imprescindíveis para tornar mais prático o dia a dia com seu carro!

Envie para um amigo

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Deixe seu comentáriox